EM REUNIÃO COM FILIADOS EM SALVADOR, CSB AMPLIA CONSOLIDAÇÃO DAS BASES NA BAHIA

Em reunião com filiados em Salvador, CSB amplia consolidação das bases na Bahia

Policiais rodoviários federais do estado aprovam filiação à Central; presidente Antonio Neto apresentou as propostas da Entidade diante do atual cenário brasileiro

Na manhã desta quarta-feira (06), sindicatos filiados à CSB e entidades de representação dos servidores públicos e categorias da iniciativa privada da Bahia se reuniram com o presidente Antonio Neto em Salvador para debater o trabalho da Central no estado, com o objetivo de ampliar as bases e o enfrentamento às reformas trabalhista e da Previdência. Na ocasião, o Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais do Estado da Bahia (SINPRF-BA), presidido por Fábio Serravalle Franco, aprovou sua filiação à CSB e se torna mais uma entidade ao lado da Central na defesa da categoria e dos trabalhadores baianos.

Antonio Neto apresentou aos dirigentes as propostas e bandeiras de lutas da Central, seus princípios getulistas e nacionalistas, pautados no fortalecimento dos sindicatos, na defesa do trabalhismo de Vargas e no desenvolvimento com justiça social.

O presidente da CSB destacou ainda o trabalho de enfrentamento da Central contra os retrocessos impostos pela Lei 13.467, da reforma trabalhista – como a precarização das relações de trabalho, diminuição de salários, o enfraquecimento da representação dos trabalhadores e da Justiça do Trabalho –, além da atuação da Entidade desde a tramitação do projeto de lei no Congresso e o trabalho de capacitação das bases para o combate técnico e jurídico da reforma. Saiba mais

Em relação à reforma da Previdência, Neto alertou os sindicalistas sobre a ameaça proposta pela PEC 287 ao dificultar o acesso de milhões de brasileiros à previdência pública. Para o dirigente, a Medida Provisória 795 do governo federal, que dá isenção fiscal de R$ 1 trilhão às multinacionais do petróleo até 2040, é o ponto principal na discussão da reforma previdenciária.

“Essa MP é um verdadeiro descalabro. Enquanto o governo alega que vai economizar mais de R$600 bilhões com a reforma, ele dá nas mãos de empresas estrangeiras quase o dobro disso. Esse R$ 1 trilhão vai ser entregue de mão beijada, enquanto esse governo quer tirar dos mais pobres uma aposentadoria, que, quase sempre, é uma miséria”, criticou o presidente.

A MP 795 foi aprovada por completo pela Câmara dos Deputados na madrugada desta quarta e agora segue para o Senado. Segundo Neto, este é o momento de “lutar para impedir esse crime contra a soberania nacional”.

Na calada da noite, deputados concluem votação da MP que dá R$ 1 trilhão às petroleiras estrangeiras

Organização das bases

A reunião desta quarta em Salvador foi produtiva na avaliação da CSB. Além da filiação do SINPRF-BA, dirigentes convidados de outras categorias no estado, como os servidores da Justiça Federal, da Administração Direta do Estado e categorias da iniciativa privada discutirão com suas diretorias e as bases as propostas de atuação da Central. Para o presidente Neto, estas filiações e a união das entidades “vão proporcionar um crescimento substancial e a consolidação da CSB no estado da Bahia”.

Compartilhe

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *